TOU FARTO DO COMBOIO

Como muitos de vocês, eu tenho de andar de transportes públicos para vir para o IST. Infelizmente, um desses transportes públicos é o comboio (para os mais nerds, "o transporte ferroviário"). E infelizmente porquê??
Pois bem, aqui estão alguns aspectos que vos vão ajudar a compreender o terrível flagelo por que passo todos os dias:


  • Na estação de Amadora, posso apanhar 2 comboios para vir para Lisboa. Desses 2, um vem as 7:20, o outro as 7:30

- O das 7:20 vem de Sintra, no interior da carruagem onde vou vão 20 pessoas, e o ambiente é calmo e ordeiro.

- O das 7:30 vem da Nigéria (ou de outro país qualquer da África subsariana), no interior da carruagem vão 20000 pessoas, e o ambiente é uma mistura da selva africana com a feira da ladra, acrescido de um “suave” aroma a catinga.


  • Quando eu vou a entrar para o comboio, a porta que escolho pra entrar tem sempre mais 20 pessoas k as outras. E mal a porta se abre, é como que se lá dentro se encontrasse o jackpot do euromilhões. Toda a gente a empurrar-se uns aos outros, cada um atacando com as armas que têm (e as mais perigosas são aquelas velhas quase a cair de podre de aspecto inofensivo, que atacam de rompante com as suas armas quimicas, abrindo a boca expelindo o seu temível e nauseabundo hálito, ou com as suas armas nucleares, levantando propositadamente os braços mostrando ao mundo o horror, a tragédia, o drama, o terror dos avultados pelos dos seus sovacos)

  • Finalmente, quando consigo encontrar um lugar sentado, vou apertado entre a irmã gémea da simara, (para quem não a conhece, imaginem um hipópotamo e acrescentem-lhe mais 300 quilos) e entre um sem-abrigo que gentilmente tenta aconchegar a mão no rabo da mulher do lado.

  • Das pessoas que vão nos comboios 60% fumam. Dessas pessoas que fumam:

a) 100% vao á minha frente quando saio da merda do comboio que é pra eu levar com o fumo na tromba e durar menos anos

b) 0% são pessoas que sabem viver em sociedade e respeitar a saúde dos outros num espaço praticamente fechado

  • 40% das pessoas que andam no comboio levam o seu aparelho de leitor de mp3. 98% dessas pessoas ouve kizomba (que para quem não conhece é a musica tradicional da Amadora) aos altos berros. Os outros 2% ouve musica da mais pirosa que existe. Desses 2%, 100% dessas pessoas sou eu.

  • 100% dos homens olham para aquela gaja loira bonita de peitos avantajados que costuma ir no comboio ou das 7h20 ou as vezes mais cedo no das 7h15, que costuma usar saia justa, normalmente vermelha ou verde, calça o 36, que entra na estação de santa-cruz/damaia, e de vez em quando, com sorte, é possível observar o fio-dental preto.

  • 100% é a percentagem das vezes que chego atrasado ao IST. 0% das vezes é devido a atraso dos comboios. 1% das vezes é devido a atraso de autocarros. 99% das vezes é porque adormeci.

Conclusão:

Andar de comboio para vir para o técnico tá mal. Tá errado. E por isso é que eu peço aqui (e seguramente que em nome de todos os membros do leicx-files), que seja disponibilizado um transporte privado para toda a comunidade da leic-mafia (se não for possível para todos, pelo menos que arranjem para mim...:P). Senhor presidente, deixo á sua consideração.

P.S- isto dos horarios dos comboios e tudo o mais é puramente ficticio. Trata-se tudo fruto de uma imaginação alucinada e a precisar urgentemente de tratamento intensivo.


11 conspirações:

  1. CandleR disse...

    Então e os gajos k fogem aos "picas"? Então e as pretas de 120kg k vão a viagem inteira a falar no episódio do dia anterior da novela da noite? Então e 70% das pessoas que lê o "Metro" todos aconchegados enquanto o comboio tá a abarrotar? Então e os empurrões e apalpões no metro propriamente dito? ui, isso nem se fala...  

  2. shutkski disse...

    epah...o post nao é propriamente ficticio, até porque eu venho realmente da amadora e sei como é...e sim, há um comboio às 7.18 e outro às 7.27 e mais um às 7.30...por acaso equivocaste-te porque os k passam às 7.27 e 7.18 são os k vêm da nigéria...o k passa às 7.30 vem de monte abraão, k é entre a zâmbia e o zaire, aconchegado perto do senegal...por isso, não vem tão cheio, mas as características são quase as mesmas... :P se te arranjarem transporte avisa k eu também tou interessado :D  

  3. SkimbleShanks disse...

    Lol eu sofro com isso tb (monte-abraao) mas é so nas voltas para casa :P

    PS: IE strikes again!  

  4. Ferreira disse...

    A linha de Sintra é de facto bizarra... A linha de Azambuja não tem este tipo de coisas...  

  5. shutkski disse...

    mas o ferreirinha, tás á tu não te esqueças que tá lá tu... :D

    Nex7, já era bem tempo de pores aqui um link pa descarregar o firefox :P quanto a essa cena dos novos membros, depende dos honorários... :D logo se verá...se eu passar a FP pode ser que a minha mãe deixe... :D  

  6. SkimbleShanks disse...

    www.google.pt :P

    -----

    Aproveito pa dizer em relação ao teu interesse no Blog que manifestaste na Shoutbox..

    Manda p o email que ja referi uns posts atras ("Novos membros") o email com que tas inscrito no blogspot e qdo puder mandote o convite p entrares e ta a andar! =D  

  7. cArLiTs disse...

    =:D começo a dar (um bocadinho) mais valor à linha da azambuja!!!! só me queixo REALMENTE é dos horários!
    98,8535875% das vezes os comboios chegam atrasados. Dos restantes 1,1464125%,
    - 80% nem sequer chega!
    - 19% chega e parte a horas, e eu a vê-los passar por mim... vá-se lá saber porquê!
    - O resto que sobrar são as viagens em que o comboio chega a horas mas chega a abarrotar! Hora-de-ponta... meio mundo vive na Póvoa... mais um quarto de mundo vive em Alverca e o resto vive definitivamente no resto do mundo!

    De resto só tenho a dizer que algumas viagens de 15/20 min já demoraram mais de 1h (vários problemas na via)! ou que por comboios que ñ tiveram vontade de vir fica-se 1h numa estação que ñ a de destino, à espera do primeiro que nos salve a vida...

    enfim... ñ me estendo mais, já que isto é só um COMMENT!  

  8. konaaddicted disse...

    Sinto me "orgulhoso" quando digo que aquelas barracas que agora estão a destruir ( para os menos interessados em noticias, note-se que me estou a referir á Azinhaga dos BÉsoiros, ler em escantinguês) foram a minha paisagem durante 4 longos anos...
    Eu não percebo como as pessoas podem dizer que gostam de viver num sitio onde se ouvem tiros noite sim noite sim... Se calhar faz-lhes lembrar o som das G3, isso nao sei nem me interessa... o que sei é que assim que se passa a fronteira da amadora, a lingua passa a ser o escantinguês e nao tentem compreendê-los... limitem se a sorrir :D em 4 anos nao consigo perceber mais que a ultima palavra de cada frase, por isso se forem abordados por um no comboio... Sorriam ou então comecem a cantar ali a musica do Espanyol em altos berros, que eles fogem... Como não é aquele bater de dentes (kizomba) a que estão habituados...

    desculpem o desabafo mas... ainda falta SD...

    Cumps

    K  

  9. Anónimo disse...

    lol... muito fixe  

  10. Anónimo disse...

    o konaaddicted é gay! e a paisagem de que ele fala, eram os vizinhos do lado ja que ele vivia numa dessas barracas tambem... com o pai e a mae preta :p  

  11. Tiago Ribeiro disse...

    ora, isso de ir po ist eh um assunto no qual tenho o maior prazer em me pronunciar =D a viajem até lá é geralmente calma, consistindo em descer a minha rua, virar à direita seguir em frente, passar por 1 quiosque onde posso encontrar uma Blitz, passar por uma saida do metro onde recebo um DestaK, sempre k vou pro ist d manha (acontece d vez em kdo xD), e a parte mais complicada é mesmo subir a alameda...entra-se assim na zona perigosa da viajem, a travessia dakela avenida k ja nem m lembro como se xama,mas tao a ver qual é =P e pronto, chega-se ao ist. dps há sempre os suplementos da viagem, uma ida até ao pav. de civil pode adicionar mais uns minutos ao ETA =P mas gosto de saber que quando adormeço, e acordo a 10min antes dos exames, dá para chegar a horas =)  


 

(c) LEIC-X Files 2007 Todos os direitos reservados.